Artigos acadêmicos: “2019: o ano do futebol feminino”

Por 20 de julho de 2019 Notícias

A Cartola Editora e o Selo Drible de Letra dão o pontapé inicial na parceria, firmada em abril deste ano, com uma coletânea de artigos acadêmicos voltada para o futebol feminino. O objetivo é homenagear o sucesso (de público, cobertura, nível técnico e divulgação) da Copa do Mundo de 2019 e fomentar a produção e a difusão de conhecimento sobre a temática. A coletânea de artigos acadêmicos “2019: o ano do futebol feminino” será composta por até 20 (vinte) artigos.

Veja a sinopse abaixo:

Temos que amar mais e odiar menos. Ouvir mais e falar menos. Temos que saber que isso é responsabilidade de todo mundo. Todo mundo mesmo, todo mundo que está aqui e que não está aqui, ou que não quer estar aqui. Que concorda e que não concorda. A responsabilidade de fazer esse mundo um lugar melhor é nossa.” – Megan Rapinoe, capitã da Seleção norte-americana, artilheira e melhor jogadora da Copa do Mundo de 2019

A Copa do Mundo de 2019 terminou no último dia 07/07 com o tetracampeonato incontestável da Seleção dos Estados Unidos, liderada por Megan Rapinoe, Alex Morgan e Carly Lloyd. A edição deste ano foi apenas a oitava (a primeira ocorreu em 1991), já que, por décadas, governos machistas e sociedades patriarcais pelo mundo tomaram o futebol pra si, tentando a todo custo manter as futebolistas nas sombras com as mais diversas justificativas e sabotagens.

No Brasil, pela primeira vez empresas liberaram seus funcionários para assistirem os jogos da competição. O maior canal da TV aberta do país não só transmitiu (tendo excelente audiência – quase 20 milhões espectadores acompanharam a final), como fez cobertura jornalística à altura do evento. O maior centro de pesquisa acadêmica da modalidade, o Museu do Futebol (Pacaembu-SP), brindou o público com uma exposição extraordinária sobre os desafios e a luta histórica das mulheres no futebol dominado e comandado pelos homens. O álbum de figurinhas do torneio marcou presença nas bancas. A fornecedora de material esportivo da CBF inovou e fez uma linha de uniformes específico para o torneio (e não versões femininas do lançado para o masculino, como vinha acontecendo). Nunca se falou e viu tanto sobre futebol feminino, o que esperamos que seja um caminho sem volta.

A coletânea “2019: o ano do futebol feminino” pretende amplificar o sucesso da Copa, que, contra tudo e contra todos, provou que o futebol delas, tendo investimento, apoio e não sendo sabotado, tem técnica, apelo junto a patrocinadores e, sim, (muito!) interesse do público.

Inscrições:

20/07/2019 a 20/09/2019

Divulgação do resultado:

31/09/2019

Organização:

Igor Serrano

REGULAMENTO

1 – Participação

1.1 – A coletânea destina-se a autores e autoras iniciantes ou aqueles que já tenham trabalhos publicados anteriormente. Serão aceitos residentes de qualquer país, desde que maiores de 18 anos;

1.2 – A inscrição/submissão de artigos é GRATUITA e NENHUM VALOR SERÁ COBRADO dos articulistas para participação na seleção/avaliação, nem, posteriormente, na publicação da coletânea;

1.3 – Todos participantes deverão ser OBRIGATORIAMENTE usuários do Whatsapp, pois a organização da obra será feita em conjunto com todos autores através de um grupo específico. Não será possível participar da obra aqueles que não utilizem o referido app de contato.

2 – Formatação

2.1 – Os artigos deverão ser em língua portuguesa, inéditos e possuir temáticas relacionadas à Copa do Mundo de 2019, o futebol de mulheres[1]/futebol feminino no Brasil ou em outros países.

2.2 – Em caso de aprovação do artigo, será exigido, posteriormente, o preenchimento de declaração de ineditismo e de termo de responsabilidade anti-plágio;

2.3 – Os artigos deverão ser encaminhados através do formulário presente ao final deste regulamento durante o período de inscrição, respeitando o seguinte formato:

– Arquivo Word (NÃO ACEITAREMOS PDF) no tamanho A4; espaçamento 1,5 entre linhas; fonte Times New Roman tamanho 12; margens: superior e esquerda com 3cm, inferior e direita com 2cm. Não deverão ser usados recuos, deslocamentos ou espaçamentos antes ou depois.

O arquivo precisa conter o nome do autor e o título do artigo em minúsculo, por exemplo: “rodrigo-barros-o-sobrado-da-rua-taylor.docx”;

– Os textos deverão ser precedidos por uma folha na qual deverá constar: título do trabalho, nome do autor (ou autores), qualificação (situação acadêmica, títulos, instituição a qual pertença e principal atividade exercida) e relação da produção intelectual anterior (caso possua).

– Os artigos também deverão obrigatoriamente ser precedidos por resumo, de até dez linhas, em português em inglês. Neste, ao fim, deverão ser destacadas palavras-chave, limitadas ao número de cinco (também em português e em inglês), que expressem as ideias centrais do texto.

– As referências bibliográficas deverão conter: sobrenome do autor em letras maiúsculas; nome do autor com a primeira letra maiúscula e as demais letras minúsculas; título da obra em itálico; número da edição (a partir da segunda); local; editora (não usar a palavra editora); ano da publicação; número do volume (arábico), tomo (romano) ou série, quando for o caso.

Exemplo: SILVA, João. Direito penal. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial, 2000. vol. 5, t. II.

– Destaque ao longo do texto deverão ser feitos com a utilização de itálico, nunca negrito ou sublinha. Citações de textos de outros autores até três linhas, no corpo do texto, deverão ser feitas entre aspas, sem o uso de itálico. Citações acima de três linhas, deverão ser feitas à parte com recuo, sem aspas, com espaçamento próprio.

– O artigo deverá ter no mínimo de 10 (dez) e no máximo de 20 (vinte) páginas, no formato descrito anteriormente;

– Caso seja enviado em qualquer outro formato ou especificação diferentes do aqui exigido, será AUTOMATICAMENTE DESCONSIDERADO;

2.4 – Todos autores poderão submeter até 02 (dois) artigos diferentes para avaliação, desde que ambos respeitem os requisitos aqui informados;

2.5 – Não serão aceitos artigos que sejam resenhas de livros, séries, filmes ou qualquer outra mídia. O conteúdo precisa ser 100% original;

2.6 – Não serão aceitos artigos que possuam conteúdo pejorativo, discriminatório, ofensivo ou que incitem ódio e preconceito;

3 – Publicação

3.1 – A coletânea terá até (no máximo) 20 (vinte) artigos, de acordo com critérios de conveniência e oportunidade (definidos pela Cartola Editora e pelo Selo Drible de Letra), dentre os quais, aqueles selecionados através deste chamamento, podendo haver a participação de autores convidados pela Cartola Editora;

3.2 – A coletânea será publicada em formato digital (e-book) em todos os canais de distribuição da Editora (ver lista AQUI);

3.3 – Caberá somente à Cartola Editora definir a arte de capa e o estilo de diagramação dos artigos no miolo da coletânea, não tendo, em nenhuma hipótese, os autores influência na escolha;

3.4 – Será realizado um financiamento coletivo para que a obra seja publicada também em formato impresso;

3.5 – Caso o financiamento coletivo atinja a meta necessária para publicação impressa (esse valor será determinado pela Cartola Editora após a divulgação dos vencedores), o livro estará presente não só em nosso catálogo, como também estará à venda em todas as lojas online que já comercializam as obras publicadas pela Editora;

3.6 – Os autores não são obrigados a participar do financiamento coletivo, mas é fundamental a divulgação deste para que a meta estabelecida seja alcançada;

3.7 – Se o financiamento coletivo atingir 150% ou mais da meta, efetuaremos em São Paulo um evento de lançamento do livro;

3.8 – Se o financiamento coletivo atingir 200% ou mais da meta, indicaremos a obra para livrarias físicas parceiras, cabendo a elas aceitar ou não o livro para venda;

3.9 – Será realizado um único registro ISBN com todos os artigos do livro;

3.10 – A participação dos autores, cujos artigos sejam escolhidos, só será confirmada após o recebimento do contrato devidamente assinado, bem como a declaração de ineditismo e termo de responsabilidade anti-plágio.

4 – Direitos autorais

4.1- Todos autores receberão 1 (um) exemplar do livro em formato digital (PDF) e posteriormente farão jus a percentual de direitos autorais sobre as vendas do e-book, conforme previsão contratual;

4.2 – Caso o financiamento coletivo atinja a meta necessária para publicação impressa, todos autores receberão direitos autorais sobre as vendas do livro físico, conforme previsão contratual;

4.3 – Todos participantes da Coletânea poderão adquirir exemplares com 50% de desconto (mínimo de 20 exemplares), custeando também o frete, e posteriormente comercializando a obra conforme sua conveniência.

[1] KESSLER, Cláudia Samuel. Mais que Barbies e ogras: uma etnografia do futebol de mulheres no Brasil e nos Estados Unidos. Tese (Doutorado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social: Porto Alegre, 2015. p. 08.

 

 

Envie seu artigo:

* Confira atentamente o seu Whatsapp e fique atento em seu e-mail ao término do concurso. Os selecionados que não retornarem nossas mensagens estarão cortados da antologia. Só participe do concurso se tiver REAL interesse em participar do livro.




Artigos relacionados

Compartilhe:

Deixe um comentário: