Informações:

Título: Alma artificial
Organização: Alec Silva
ISBN: 978-65-87084-20-6
Edição: Cartola Editora – outubro / 2020
Dimensões: 14 x 21 cm
Páginas: 162

Sinopse

No futuro, também, o trabalho pesado passou a ser das máquinas: androides e robôs imensos ajudam a construir ferrovias, estradas e prédios, cavar túneis e transportar grandes cargas. Se por um lado, evitou trágicos acidentes, por outro, resultou em demissões em massa e uma série de protestos.

O futuro onde as máquinas servem aos homens se reflete não apenas nas tarefas braçais e nos desafios da exploração. Muita coisa mudou nas relações humanas, seja afetivas, sociais ou sexuais. A indústria do sexo viu nos androides e ginoides que simulam tão bem a aparência humana um filão para vender filmes e programas, afinal máquinas não possuem direitos, não são seres humanos. Estão ali para servir. Em todos os sentidos.

Um dia, porém, alguém notou algo nas máquinas. Não uma sequência de códigos e programação desenvolvida em laboratório. Outra pessoa supôs que fosse uma alma, algo que até então ninguém achou possível habitar um ser inorgânico.

As máquinas, aos poucos, foram ganhando simpatizantes e levantando calorosos debates. O mundo já não via apenas trabalhadores e desempregados lutando por seus direitos. As mulheres já não reclamavam somente do sexismo e do machismo, do modo que as ginoides estavam tomando seus lugares como esposas.

Agora, a pauta era até que ponto uma máquina era tão diferente do ser humano. E até que ponto era igual? Quais direitos teriam? E deveres? Deveriam ser respeitadas todas as formas de ser de uma inteligência artificial? Um aparelho celular teria os mesmos direitos e deveres de um androide que tentaria ser contratado por uma agência de publicidade?

Alma artificial: histórias de máquinas e homens traz contos que mostram o futuro onde o homem se vê primeiro sendo ultrapassado pela máquina em habilidades e depois igualado a ela em direitos.

Onde comprar:

Livraria da Cartola

Compartilhe: