Cartola Editora lançará mais uma antologia de contos através de um concurso literário exclusivo para autores da língua portuguesa. O objetivo é incentivar que mais escritores sejam inseridos no mercado brasileiro como autores. A antologia “Nos porões da Ditadura” será composta por uma média de 30 (trinta) contos.

Sinopse:

A ditadura militar brasileira teve início em 1º de abril de 1964. E terminou em 15 de março de 1985. De caráter autoritário e nacionalista, teve início com o golpe militar que derrubou o governo de João Goulart, o então presidente democraticamente eleito. O regime acabou quando José Sarney assumiu a presidência, o que deu início ao período conhecido como Nova República (ou Sexta República).

Apesar das promessas iniciais de uma intervenção breve, a ditadura militar durou 21 anos. Além disso, o regime pôs em prática vários Atos Institucionais, culminando com o Ato Institucional Número Cinco (AI-5) de 1968, que vigorou por dez anos. A Constituição de 1946 foi substituída pela Constituição de 1967 e, ao mesmo tempo, o Congresso Nacional foi dissolvido, liberdades civis foram suprimidas e foi criado um código de processo penal militar que permitia que o Exército brasileiro e a Polícia Militar pudessem prender e encarcerar pessoas consideradas suspeitas, além de impossibilitar qualquer revisão judicial.

Adotando uma diretriz nacionalista, desenvolvimentista e de oposição ao comunismo, a ditadura atingiu o auge de sua popularidade na década de 1970, com o “milagre econômico”, no mesmo momento em que o regime censurava todos os meios de comunicação do país, torturava e exilava dissidentes. Na década de 1980, assim como outros regimes militares latino-americanos, a ditadura brasileira entrou em decadência quando o governo não conseguiu mais estimular a economia, controlar a hiperinflação crônica e os níveis crescentes de concentração de renda e pobreza provenientes de seu projeto econômico, o que deu impulso ao movimento pró-democracia. O governo aprovou uma Lei de Anistia para os crimes políticos cometidos pelo e contra o regime, as restrições às liberdades civis foram relaxadas e, então, eleições presidenciais indiretas foram realizadas em 1984, com candidatos civis e militares.

Agora, a antologia “Nos porões da ditadura” vai adentrar uma das épocas mais assustadoras e brutas de nossa história, para trazer histórias sobre pessoas que lutaram bravamente nesses 21 anos de obscuridade política. Pais de família, mães solteiras ou viúvas, órfãos, movimentos estudantis, policiais descobrindo que talvez estejam do lado errado da história, jornalistas perseguidos, políticos jurados de morte, famílias tentando sobreviver… há muito o que se contar e a Cartola Editora quer conhecer essas histórias.

Inspire-se em eventos reais, artigos acadêmicos, traga personagens em situações que testam sua humanidade e compaixão ao próximo. Mas atenção: nada de fantasias ou revisionismos, afinal foram esses elementos que deram margens para que centenas de vidas fossem lançadas “Nos porões da ditadura”.

Inscrições:

15/01/2020 a 31/01/2020

Divulgação do resultado:

10/02/2020

Organização:

Alec Silva

Regulamento

1 – Participantes

1.1 – O concurso destina-se a escritores de língua portuguesa, sendo livre para escritores iniciantes ou para autores que já foram publicados anteriormente. Os escritores podem ser residentes de qualquer país, desde que maiores de 18 anos;

1.2 – A inscrição é GRATUITA e NENHUM VALOR SERÁ COBRADO dos candidatos para participação no concurso, ou posteriormente, na publicação da antologia;

1.3 – Todo participante deve ser OBRIGATORIAMENTE usuário do Whatsapp, pois a organização da obra será feita em conjunto com todos os autores através de um grupo específico. Não será possível participar da obra caso não utilize a ferramenta. Se o(a) autor(a) abandonar o grupo antes do término do processo este será sumariamente EXCLUÍDO da futura antologia.

2 – Orientações

2.1 – Os contos não precisam ser inéditos, podendo estar online em qualquer plataforma, ou já terem sido publicados anteriormente em outras coletâneas, sempre respeitando os direitos autorais adquiridos por outras editoras previamente, ou seja, o direito autoral do texto para a participação no concurso, precisa estar 100% com o autor;

2.2 – Os textos deverão ser encaminhados através do formulário presente ao final desde regulamento durante o período de inscrição, respeitando o seguinte formato:

  • Arquivo Word (NÃO ACEITAREMOS PDF) no tamanho A4; espaçamento 1,5 entre linhas; fonte Bookman Old Style (11); margens: superior e esquerda com 3cm; margens: inferior e direita com 2cm. O arquivo precisa conter título do conto e o nome completo do participante : “O sobrado da Rua Taylor – Rodrigo Barros.docx”;
  • O conto precisa ter o TÍTULO e o  NOME DO AUTOR (nome que quer que apareça no livro) no início do mesmo.
  • O conto precisa ter um mínimo de 02 (duas) páginas e um máximo de 05 (cinco) páginas, no formato descrito anteriormente;
  • Caso envie o conto em qualquer outro formato ou especificação este será AUTOMATICAMENTE DESCLASSIFICADO;

2.3 – Cada escritor poderá participar do concurso com até 02 (dois) contos diferentes;

2.4 – O conteúdo precisa ser 100% original;

2.5 – Não serão aceitos contos que contenham conteúdo pejorativo, discriminatório ou que incitem ódio e preconceito;

2.6 – Não serão aceitos contos em co-autoria.

3 – Publicação

3.1 – A antologia terá uma média de 30 (trinta) contos participantes. Dentre os quais, aqueles escritos pelos autores selecionados através deste concurso, podendo haver a participação de autores convidados pela Cartola Editora;

3.2 – Caberá somente à Editora definir a arte de capa e o estilo de diagramação dos contos no miolo da antologia;

3.3 – Será realizado um financiamento coletivo (crowdfunding) para que a obra seja publicada em formato impresso e digital;

3.4 – Caso o financiamento coletivo (crowdfunding) atinja a meta necessária para publicação (esse valor será determinado pela Cartola Editora após a divulgação dos vencedores), o livro estará presente não só em nosso catálogo, como também estará à venda em todas as lojas online que já comercializam as obras publicadas pela editora;

3.5 – Os autores não são obrigados a participar do financiamento coletivo (crowdfunding), mas é de suma importância sua divulgação para atingirmos a meta estabelecida e financiarmos o livro;

3.6 – Será realizado um único registro ISBN com todos os contos do livro;

3.7 – A participação do autor só será confirmada após o recebimento dos contratos assinados.

4 – Direitos autorais

4.1- Caso o financiamento coletivo atinja a meta necessária para publicação, cada autor receberá direitos autorais sobre as vendas do livro (físico ou digital), conforme constará em contrato;

4.2 – Todo autor receberá um exemplar do livro em formato digital (PDF);

4.3 – Todo participante da Antologia poderá adquirir exemplares com 50% de desconto (mínimo de 10 exemplares), custeando também o frete, e posteriormente comercializando a obra conforme sua conveniência.

Concurso encerrado

 

 

Compartilhe:

Deixe um comentário: