A Amazônia Misteriosa , romance do escritor carioca Gastão Cruls (1888-1959), publicado originalmente em 1925, finalmente retorna em uma nova edição, comentada e atualizada, trazendo ao leitor uma história de ficção científica brasileira, que se passa em um dos cenários mais interessantes do nosso país: a selva amazônica.

Na trama, acompanhamos inicialmente o relato em forma de diário de viagem do protagonista, chamado apenas de Seu Doutor, no qual ele narra os progressos derradeiros de uma expedição científica na floresta amazônica. Ao se perder na mata após uma caçada, com dois de seus companheiros de jornada, Piauí e Pacatuba, o tom da narrativa muda e passamos a acompanhar uma aventura nas profundezas mais misteriosas da floresta.

Capturados por indígenas que os conduzem em uma longa caminhada ao desconhecido, os três homens logo se veem diante de situações insólitas, que culminam no desaparecimento de um deles. Levados a uma tribo composta apenas de mulheres nativas da região, com exceção de um casal de estrangeiros — o pesquisador alemão Jacob Hartmann e sua esposa francesa, Rosina — e alguns poucos de seus empregados.

De início, a estadia da dupla de sobreviventes não é desagradável: tratados e alimentados decentemente, nutrem esperança em retornar à civilização, contudo a curiosidade de Seu Doutor quanto às pesquisas de Hartmann o leva a espionar o laboratório do cientista alemão, descobrindo em seu interior crianças deformadas e mantidas em jaulas como animais. A partir daí, prisioneiros das mulheres da tribo e do cientista, a dupla de aventureiros precisará contar com algumas poucas aliadas, incluindo a esposa de Hartmann, se quiser ter alguma chance de escapar com vida da selva.

A Amazônia Misteriosa é um romance de ficção científica que mescla o detalhismo científico de Verne e a fantasia de H. G. Wells para contar uma história sobre os limites éticos da ciência, apresentando um cenário belo, selvagem e fantástico, que oscila entre a utopia e a distopia, onde velhas lendas ganham novos e impressionantes significados.

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Deixe um comentário: