Uma duologia poética: dois livros, muitas histórias, dezenas de versos e uma só poetisa. Há um ano, a autora debutava com o romance “Quando se (des)encontra o amor”, publicado pela Cartola Editora e agora, Nilsa lança simultaneamente dois livros de poesia:

Em tempos modernos, com a correria do dia a dia, deixamos passar momentos importantes de nossas vidas e esquecemos o que realmente importa. Não temos tempo para aqueles que amamos e até para nós mesmos. Nesse livro, Carta Aberta, a poetisa nos convida a refletir sobre nossa existência, a falar sobre nossos sentimentos mais profundos e ouvir aqueles que estão ao nosso redor. Quando sentirmos a vida que está em nós e que está ao nosso redor e observarmos as nuances, poderemos descobrir quem somos e do que gostamos, e assim faremos escolhas melhores.

Na poesia Carta Aberta, que empresta o nome ao livro, a poetisa abre seu coração ao mergulhar em seus sentimentos mais intrínsecos, trazendo um pedido por atenção ao seu futuro. Ao mesmo tempo essa poesia é um chamamento para que as pessoas também digam, àquelas que as amam, o que elas querem, o que elas gostam. Nos lembra o quão importante é sermos sinceros, falarmos do que precisamos, pois as pessoas não podem adivinhar o que queremos. Em outros momentos ela nos lembra que é preciso ser solidário nesse mundo caótico, como nas poesias “Dói Muito” e “Ontem”. E que devemos viver intensamente, superar as dificuldades a cada dia. Confiar que o amor sempre vence e que o amanhã será melhor.

Vi(n)das de mim é uma coletânea de poesias que trata dos sentimentos mais intrínsecos que, às vezes, deixamos saltar para as páginas de algum rascunho; ou mesmo para nossas conversas com os amigos. Há aqui amor, tristeza, sofrimento, alegria, enfim, um emaranhado de sentimentos que nos faz refletir sobre a vida. A linguagem simples utilizada pela poetisa facilita a nossa identificação e aproximação desses sentimentos em nossa própria vida.

A obra foi cuidadosamente dividida em três partes, sendo:

Um Olhar Intrínseco – uma viagem ao nosso Eu angustiado, triste e ao mesmo tempo desesperado para achar uma saída, como na poesia “Angustia” em que descreve com esmero a dor que muitos sentem e não conseguem explicar;

Quereres de Mim – traz a esperança, a busca desesperada pela paz e pelo amor e a poesia “20 Minutos” nos leva a refletir sobre o tempo quando diz que qualquer tempo é tempo, precisamos apenas tentar utilizá-lo de maneira sábia;

De Mim Pra Você – é um presente a nós leitores, em que poetisa nos apresenta tipos de amor e nos convoca a acreditar que é possível amar e que cada um tenha um amor para chamar de Seu.

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Deixe um comentário: