Skip to main content
Lançamentos

Lançamento: “Blackwood”

By 5 de outubro de 2021No Comments

Autor de doze romances, duas obras infantis, centenas de contos publicados em dezenas de coletâneas, além de algumas peças teatrais, Algernon Blackwood narrou muitas de suas histórias no rádio. Foi um dos primeiros autores a aparecer na televisão e ficou conhecido até o fim dos seus dias como “o homem dos fantasmas”. No entanto, seu trabalho foi muito além da escrita: Blackwood estudava fenômenos sobrenaturais desde a juventude, era curioso pelo invisível, pelo psíquico, e suas histórias refletem a inquietude de sua alma. Não à toa que, ainda vivo, foi aclamado como um dos maiores mestres do terror.

Seus contos envolvem cada um dos sentidos, cobrem o leitor em uma atmosfera sombria, e ao final, até mesmo o som de sua própria respiração o faz tremer. Seu primeiro livro, A casa vazia e outras histórias de fantasmas (1906)foi considerado um dos melhores livros de horror desde a aparição de Drácula, de Bram Stoker. H. P. Lovecraft o considerava “o absoluto e inquestionável mestre da atmosfera estranha ”. Seus personagens eram tão reais que após a publicação de John Silence, seu detetive do sobrenatural, não era incomum que recebesse cartas de pessoas buscando ajuda para casos inexplicáveis.

Estudou magia e fenômenos ocultos em uma sociedade secreta ao lado de Arthur Machen e, foi chamado junto de Sir Arthur Conan Doyle, criador de Sherlock Holmes, para dar sua opinião em uma série de artigos sobre reencarnação. Tornou-se uma figura tão popular que quando a tumba do faraó Tutancâmon foi descoberta, na década de 1920, Blackwood foi um dos experts entrevistados pela imprensa britânica.

Com uma carreira tão brilhante, foi difícil fazer uma única seleção que refletisse seu trabalho por completo, por isso, decidimos brindar os leitores com duas obras distintas; uma delas, com os mais aclamados contos do oculto, do horror, e do sobrenatural, e outra, o livro completo do personagem pelo qual Algernon Blackwood é lembrado até hoje; John Silence, doutor extraordinário.

Cada livro terá pouco mais de 200 páginas, e será lançado em versão de luxo, tendo capa dura e miolo pólen de 80g. O projeto gráfico é de responsabilidade de Rodrigo Barros, com ilustrações de Tábata Torres, curadoria e tradução de F. T. Rossi.

Dois livros imperdíveis para os amantes de horror, aqueles que se interessam pelo terror singular, enraizado na psique humana, que de uma forma ou de outra, encontra frestas para se materializar no mundo real.


Blackwood: contos do oculto, do horror, e do sobrenatural é repleto de histórias que cativaram legiões de amantes do terror pelo mundo, além de conter narrativas inéditas no Brasil. Contos de peso como “A casa vazia” e “O ouvinte” envolvem visões perturbadoras de noites frias e o conhecimento de que, apesar de não se ver mais ninguém no quarto, não se está sozinho. As duas obras-primas do autor, “Os salgueiros” e “O Wendigo” (o primeiro, considerado por H. P. Lovecraft como um dos melhores contos de horror sobrenatural já escritos), farão a pele do leitor se arrepiar diante do poder destrutivo da natureza. O livro conta também com outras histórias apavorantes como “Smith; um episódio em uma casa de hospedagem”, “O encanto da neve”, “Para honrar uma promessa” e “A singular morte de Morton”. E para fechar, contos que causam estranhamento, que mexem com a percepção humana: “Cúmplice antes do fato”, “Luzes primitivas” e “A outra ala”,

Ao todo são onze contos sombrios, estranhos e fantásticos; histórias de fantasmas, de entidades poderosas, de vampiros, de seres da floresta, e de forças das quais nem se imagina que podem estar à espreita.


John Silence: casos psíquicos do doutor extraordinário é a tradução completa do livro lançado em 1908, com cartazes em ônibus por toda Londres: John Silence, doutor extraordinário. O personagem marcou a carreira de Algernon Blackwood e o colocou no patamar de especialista do sobrenatural. Estes seis contos, ou “casos”, refletem seus longos anos de estudos na Sociedade Teosófica e Ordem Hermética da Aurora Dourada ( Golden Dawn ), onde pesquisou, entre outros assuntos, ocorrências inexplicáveis, magia e cabala. O leitor perceberá que as narrativas têm embasamento espiritual e filosófico e as “soluções” encontradas por este doutor, treinado na mente humana, são muito bem fundamentadas.

Entre os casos, são encontrados espíritos que buscam dominar a personalidade de seres humanos, como em “Invasão psíquica”, incêndios misteriosos envolvendo uma múmia trazida do Egito, como em “Nêmesis do fogo”, e até rituais satânicos em uma pacata comunidade de padres, como em “Devoção secreta”.

O livro conta ainda com os casos “Feitiçarias do passado” e “Acampamento do cão”, onde John Silence precisa lidar com rituais de feitiçaria e com um cão espectral, respectivamente, e com um caso extra de John Silence, que não foi publicado na coletânea original: “Uma vítima do Espaço Sideral”, que conta a história de um homem que consegue atravessar as dimensões do tempo e espaço.

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Deixe um comentário: