Category

Lançamentos

Lançamento do livro “(Re)Existência”

Por Lançamentos Sem comentários

O Dia da Consciência Negra é celebrado no Brasil no dia 20 de novembro. Esta data está inclusa na semana da Consciência Negra e tem como objetivo uma reflexão sobre a introdução dos negros na sociedade brasileira.

Foi escolhido como uma homenagem a Zumbi dos Palmares, data na qual foi assassinado, em 1695. Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, foi um personagem que dedicou sua vida lutando contra a escravatura no período do Brasil Colonial.

Em 2003, no dia 9 de janeiro, a lei 10.639 incluiu o Dia Nacional da Consciência Negra no calendário escolar. A mesma lei torna obrigatória o ensino sobre diversas áreas da História e cultura Afro-Brasileira. São abordados temas como: a luta dos negros no Brasil, cultura negra brasileira, o negro na sociedade nacional, inserção do negro no mercado de trabalho, discriminação, identificação de etnias e etc.

No mês da consciência negra, a Cartola Editora apresentou a antologia “(Re)Existência”, organizada pela autora Meg Mendes, composta por histórias tendo negros como personagens principais, onde falaremos de respeito, luta e igualdade, buscando a valorização das raízes de nosso povo, do orgulho e do poder das pessoas negras, reunindo histórias inspiradas na vida real, escritas por novos e já conhecidos escritores brasileiros negros.

A participação nesta antologia foi limitada aos escritores autodeclarados negros. Vale ressaltar que, de acordo com o IBGE, a categoria “negro” abrange pessoas pretas e pardas — nomenclaturas usadas pelo próprio instituto. Anunciado o resultado do concurso, chegou a hora de financiar a obra para que a mesma possa ser publicada!

O livro ainda está sendo diagramado, mas terá aproximadamente 150 páginas em papel pólen 90g/m2, com capa em brochura couché fosco 250g/m2 com orelhas de 6cm. Teremos ainda a versão em capa dura do livro, que será exclusiva para apoiadores desse projeto.

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Lançamento do livro “Trem de doido”

Por Lançamentos Sem comentários

“Numa manhã fria, quando o pão e o café foram servidos, fiquei olhando o líquido ralo, a mesma água suja e o pedaço de massa petrificada de todos os dias, e tudo o que passei naqueles dias, naqueles meses, ricocheteou na minha mente. Foi a primeira vez que senti a vertigem da loucura”.

Loucura e lucidez. Coragem e medo. Uma história sobre até onde vai a maldade humana, e a grandeza de quem decide enfrentá-la.

Narrado em primeira pessoa, o romance acompanha a trajetória de Cecília, uma garota de 15 anos que é rejeitada pela família após engravidar. Enviada ao Hospital Colônia de Barbacena, ela passará por todos os horrores relatados por pacientes reais, como fome e eletrochoques. Mas nada disso impedirá que ela busque sua liberdade e o filho que foi arrancado de seus braços ao nascer.

A história é inspirada em tantas outras tristes, e absurdas histórias reais do manicômio que ficou conhecido como parte do Holocausto brasileiro.

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Lançamento do livro “Museu das sombras”

Por Lançamentos Sem comentários

Em uma noite como outra qualquer, o curador do Museu Real dos Segredos digita pacientemente os detalhes sobre os novos itens a serem colocados em exposição. Levando em frente a tradição quase centenária da família, Lorenzo D’Angelo é mais do que o responsável pelo bem-estar de uma série de objetos inusitados, é também o guardião das sombras que os rodeiam.

Todo objeto tem uma trajetória, uma história a qual estão ligadas às mais diferentes pessoas, com os mais diversos sentimentos… e os mais variados finais. Alguns eventos deixam impressões profundas não apenas naqueles que estão envolvidos, como também em tudo aquilo que está ao seu redor. Marcas que são invisíveis aos olhos, mas que vem a se manifestar das maneiras mais inesperadas.

Com o passar do tempo, os acontecimentos vieram mostrar que algumas histórias não terminaram. Não realmente. E que por vezes as narrativas que mais nos causam incredulidade são aquelas nas quais mais devemos prestar atenção.

Estando há muito envolto em uma rotina de rondas noturnas por sua exposição, Lorenzo está bastante acostumado às diferentes necessidades de seus artefatos, e acha que sabe perfeitamente bem o que esperar de cada um deles.

A sensação de estar acompanhado, no entanto, é sempre constante.

O que poderia acontecer quando ele finalmente percebesse o que realmente se abriga entre as paredes do Museu?

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Lançamento do livro “Rua M, número 58”

Por Lançamentos Sem comentários

Cíntia e Bernardo são casados e querem fugir da correria de Vitória/ES. A oportunidade chega quando ela herda uma casa na região serrana do estado, lar da colônia alemã.

Ao chegar na região, o casal pede informações sobre a casa ao dono de um bar, que conta histórias terríveis sobre o local. A cada nova e aterradora informação, o casal se questiona sobre a veracidade dos fatos narrados e as intenções do dono do bar em afastá-los da casa na Rua M, número 58.

O que você faria se herdasse uma casa em uma cidade fria e aconchegante na região serrana do Espírito Santo?

E se você soubesse pela boca do dono de um bar, em plena viagem para conhecer o novo imóvel, que naquele lugar aconteceu uma série de tragédias ao longo de um século? Ainda assim iriam para a casa localizada na Rua M, número 58?

Cíntia e Bernardo querem saber cada história aterradora ocorrida naquela casa antes de pisar nela, mas será que eles têm escolha?

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Lançamento do livro “Possessão”

Por Lançamentos Sem comentários

Existe o Mal no mundo.

Alguns dizem que o Mal é personificado em uma entidade, como o Diabo, outros dizem que é parte inerente do próprio ser humano, outros falam em espíritos obsessores. Seja qual for a verdade, o Mal existe. E quando ele domina um corpo, animado ou inanimado, espontaneamente e contra a vontade alheia, dizemos que há uma possessão.

Uma vez possuído, o corpo in tela apenas pode se livrar da entidade que o possui por meio de um ritual de exorcismo. O “Rituale Romanum”, escrito no ano de 1614 durante o papado de Paulo V, elenca todos os rituais normalmente administrados por um padre, incluindo o único ritual formal para exorcismo autorizado pela Igreja Católica Romana até o fim do século XX. O exorcismo pode ser aplicado em indivíduos, casas e demais objetos que estejam sob o domínio de entidades malignas.

Mas cuidado! Jamais pratique um exorcismo se você não sabe o que está fazendo, ou o resultado pode ser catastrófico.

Agora vão. Encontrem o Mal e façam o que deve ser feito.

“Exorcizamus te, omnis immundus spiritus, omnis satanica potestas, omnis incursio infernalis adversarii, omnis legio, omnis congregatio et secta diabolica, in nomine et virtute Domini Nostri Jesu Christi”.

A obra será composta por cerca de 30 contos contando relatos de possessão. Seriam essas histórias lembranças de um tempo sombrio ou apenas relatos de escritores criativos? Você pagaria pra ver?

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Lançamento do livro “Segunda Guerra Mundial: a cobra vai fumar”

Por Lançamentos Sem comentários

As forças nazistas alemãs, sob a liderança de Adolf Hitler, invadiram a Polônia em 1.º de setembro de 1939, iniciando uma série de batalhas que entraria para a História como a Segunda Guerra Mundial.

A partir de 1942, o Brasil passou a participar do conflito. A princípio, o governo brasileiro se manteve neutro, mas após alguns ataques a navios brasileiros, Getúlio Vargas entrou em acordo com o presidente estadunidense Franklin Roosevelt.

Em julho de 1944, o primeiro grupo de militares brasileiros chegou à Itália, ajudando os estadunidenses na libertação do país, que, na época, ainda se encontrava parcialmente sob o controle do exército alemão. Ao todo, foram enviados 25 mil homens da Força Expedicionária Brasileira (FEB), 42 pilotos e 400 homens de apoio da Força Área Brasileira (FAB).

No decorrer dos combates, a FEB colecionou mais sucesso do que derrotas: foram mais de 20 mil soldados inimigos capturados, além de muitos canhões, viaturas e milhares de cavalos. As baixas foram proporcionalmente inferiores às de outros exércitos que lutaram em condições similares nas mesmas regiões e sob o mesmo espaço de tempo: morreram 450 pracinhas (diminutivo de praça, ou seja, soldado), 13 oficiais e 8 pilotos, além de 12 mil feridos.

Como curiosidade, a expressão “A cobra vai fumar”, um ditado popular muito usado para dizer que algo é difícil de ser feito, mas se for, causará sérios problemas, tem sua origem durante a Segunda Guerra Mundial, como uma provocação da FEB aos pessimistas que gracejavam falando que era mais fácil uma cobra fumar do que o Brasil entrar na guerra. Algumas fontes atribuem a Vargas a autoria da citação original, provavelmente uma resposta dada ainda no contexto nazifascista que era seu governo antes dos ataques ao navios brasileiros, afinal ele possuía grande simpatia a Hitler. Portanto, além de ser o lema da FEB, tornou-se ainda o símbolo de seus escudos e brasões durante a guerra.

“Segunda guerra mundial: a cobra vai fumar” reúne histórias não-contadas, ou pouco conhecidas, desses bravos combatentes brasileiros, misturando fatos e ficção, escritas por novos e já conhecidos escritores brasileiros. Uma breve viagem ao passado, para um dos momentos mais sombrios da história da humanidade, onde uma pequena participação brasileira deixou marcas eternas nas páginas dos livros e na cultura popular.

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Lançamento do livro “Quem você seria se deixasse de ser você?”

Por Lançamentos Sem comentários

No momento em que Amanda encontra com Édson em um bar, não sabe que está prestes a cair em uma armadilha. Ao mesmo tempo, Dona Pretta é a única que sabe sobre o passado obscuro de um pastor evangélico, capaz de tudo para subir na vida. As histórias se cruzam e apenas a união de seus amigos pode protegê-las do pior!

Ninguém conhece o passado de Dona Pretta, e ela faz questão de mantê-lo em segredo, porém, o passado decide voltar para uma vingança cruel. Amanda ainda sofre com os desafios que encontra por sua natureza, e acha que encontrou a solução ideal para terminar com seus problemas, mas não sabe que corre grande perigo. Mike, Vanessa e Tommy lutarão para salvá-las do pior final.

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Lançamento do livro “Pirlimpimpim”

Por Lançamentos Sem comentários

Era uma vez um homem que contava histórias sobre um mundo encantado que só as crianças podiam ver. Em princípio, poucos conseguiam perceber as maravilhas desse universo, mas com a ajuda de duas crianças muito especiais, Pedrinho e Narizinho, todos começaram a perceber que a calmaria do Sítio do Pica-Pau Amarelo era apenas um disfarce para o incrível mundo que abrigava as peraltices de Emília, a boneca de pano, a genialidade do Visconde de Sabugosa, as traquinagens do Saci e os perigos da bruxa Cuca.

Tudo isso era acompanhado ainda de muitos outros personagens, como o Marquês de Rabicó, o Quindim, o Conselheiro, o Príncipe Escamado, o Doutor Caramujo e etc., que ilustram essas histórias. Os adultos também embarcaram nessa: Dona Benta, Tia Nastácia, Garnizé, Tio Barnabé e Zé Carneiro estavam sempre dispostos a ajudar Pedrinho e Narizinho em todas as suas grandes aventuras.

O tempo passou e esse homem usou o pó de Pirlimpimpim para ir viver na Terra do Nunca, onde nenhuma criança envelhece, e lá, ele pôde passar seus dias narrando para todo o sempre as histórias do sítio. Para nós, ele deixou apenas a inspiração para que continuássemos a escrever as aventuras que se passam nesse universo encantado.

Bem-vindos às novas aventuras do Sítio do Pica-Pau Amarelo, uma homenagem da Cartola Editora ao imortal escritor Monteiro Lobato.


Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Lançamento do livro “Vozes das sombras”

Por Lançamentos Sem comentários

A antologia “Vozes das sombras” é uma coletânea de contos escritos exclusivamente por mulheres e organizada por M. Sardini.

“A humanidade sempre teve medo de mulheres que voam, sejam elas bruxas, sejam elas livres”

O Malleus Maleficarum, traduzido como “O Martelo das Bruxas”, é um exemplo disso. Tido como bíblia da caça às bruxas, e de conteúdo altamente misógino, serviu como base e incentivo para a perseguição, tortura e morte de mais de cem mil mulheres na Europa, sob a acusação de bruxaria e pactos com o diabo.

Como, apesar de seus esforços, a caça às bruxas não foi capaz de deter o poderio feminino, hoje é com muito prazer que a Cartola Editora anuncia mais uma antologia, desta vez dando voz a elas, às bruxas.

A antologia “Vozes das sombras” traz de fato voz às mulheres que, por séculos, foram mantidas nas sombras. Por isso, será escrita somente por mulheres e é de gênero livre, desde que narrem personagens femininas acusadas de bruxaria.

Apoie esse projeto!

Compartilhe:

Lançamento do livro “Gaia: bruxas de Salém”

Por Lançamentos Sem comentários

Gaia é uma jovem que tenta conciliar suas responsabilidades na comunidade com a vida de uma estudante comum de medicina. Fiel às suas raízes, ela sonha em fazer muito mais do que relembrar as histórias de suas antepassadas, que foram perseguidas durante a Idade Média. O que ela nunca poderia imaginar é que seria protagonista de mais um cenário de conflitos. A vida muda significativamente quando é agraciada com seus poderes, tornando-se capaz de dominar os quatro elementos da natureza.

Mais cedo ou mais tarde, ela precisará decidir qual caminho escolher…

A jovem bruxa descobriu logo cedo o mundo que enfrentaria. Seus poderes lhe davam a força necessária para enfrentar os desafios, já que em sua época, as mulheres são livres para fazerem suas escolhas. Entretanto, sua segurança é ameaçada quando uma magia antiga volta a colocar em risco essa liberdade, e ela se vê obrigada a lutar contra o ódio que domina a humanidade. O livro entrou em pré-venda em nossa loja.

 

Adquira seu exemplar!

Compartilhe: